Livro: A Estrela que nunca vai se apagar - Esther Earl

" ESTA É UMA HISTÓRIA sobre uma garota que passou por uma experiência
transformadora chamada “câncer da tireoide”. Não é um daqueles relatos dramáticos sobre câncer “baseados em fatos reais”, até porque o “câncer da tireoide” não é tão ruim quanto os outros. É uma história sobre mim, Esther Earl, vivendo com uma doença que é bastante assustadora. "
SR. TUMOR CANCERÍGENO
Esther Earl,
Diário do “Tumor Cancerígeno”

Imagem: Internet
"A medida de uma amizade não tem a ver com presença física, mas, sim, com seu significado. Bons amigos, virtuais ou não, motivam nossa empatia, nos confortam e também nos arrancam das prisões de nós mesmos." John Green



Imagem: Internet
Recentemente, li o livro: "A estrela que nunca vai se apagar", que conta a história de Esther Earl diagnosticada com câncer de tireoide aos doze anos. Sonhava ser escritora e desde pequena tinha o hábito de desenhar e escrever pequenos bilhetes associados a seus desenhos.O livro foi publicado por seus pais após sua morte, e é baseado em seu diário pessoal, onde Esther conta com detalhes, seus sentimentos, medos, incertezas, decepções, alegrias, seu grande amor pela família, amigos, e acima de tudo, sua imensa vontade de viver ! O livro também reúne poemas,textos, conversas virtuais, desenhos e fotos dela com seus amigos e familiares. É impossível não se emocionar com a história de Esther. É realmente um livro que todos devemos ler um dia.


Hanzel de A Culpa é das Estrelas
Imagem: Internet
Muitos dizem, que foi a história de Esther Earl, que inspirou John Green a escrever "A culpa é das Estrelas", mas vejamos o que o mesmo diz a respeito, na introdução escrita por ele no livro sobre a vida de Esther:

"Eu já disse muitas vezes que A culpa é das estrelas, embora dedicado a Esther, não é sobre ela.Quando o livro foi publicado, muitos jornalistas queriam que eu falasse sobre Esther, queriam saber se meu livro tinha sido “baseado em uma história verídica”. Nunca soube como lidar com essas perguntas, e continuo sem saber, pois a verdade (como sempre) é complexa. Esther inspirou a história no sentido de que minha raiva depois de sua morte me levou a escrever o tempo todo"


Tessa de Agora e para Sempre
Imagem: Internet

Acho que Tessa, a personagem do filme "Agora e para sempre", inspirado no livro "Antes de Morrer" de Jenny Downham, tem mais semelhanças com Esther do que Hanzel, de "A Culpa é das Estrelas", seu modo de encarar a vida, suas atitudes e sua morte. As duas histórias são muito comoventes, como a história de tantas outras pessoas que sofrem desta, que como disse Esther é uma "doença bastante assustadora".
Achei surpreendente o relato detalhado de seus últimos momentos, o relato emocionado de seu pai, quando ele foi visitar seu túmulo e a revelação de que na primavera de 2009 Esther disse a seu pai que havia escrito  uma carta para ela mesma no futuro.

"Na época, eu simplesmente não tinha noção da seriedade e da maturidade das ideias da minha filha de catorze anos. Dois anos e meio depois, em 1º de dezembro de 2011, abri um e-mail novo e li essas palavras: “Essa é uma carta para a Esther do futuro que vou receber quando tiver… dezessete anos.” Ela prosseguia e explicava que tinha mandado para nossa conta “só para o caso” de não estar mais por aqui para recebê-la. Naquele momento, eu me lembrei daquela conversa rápida que tínhamos tido. E aí comecei a chorar. Todas as suas palavras vinham carregadas de significado, recuperar o fôlego ficava mais difícil a cada frase". Weyne Earl, Pai de Esther Earl


Esther e seu pai Weyne Earl
Imagem: Internet

Sem comentários:

Enviar um comentário