Um pouco de fado



"Vesti a saia rodada
P’r’ apimentar a chegada
Do meu amor.
No mural postei as bodas,
Rezei nas capelas todas
Pelo meu amor.....

...Que eu estou tão nervosa com esta coisa do casar, 
Meu Deus…"



O fado, é um estilo musical português, cantado pelo fadista, acompanhado da guitarra portuguesa e de uma guitarra clássica, mais conhecida como viola. Fado vem do latim "fatum" que significa "destino".

Amor, saudade, melancolia, cíúme e pequenas histórias do quotidiano dos bairros típicos das cidades portuguesas como por exemplo,Lisboa e Coimbra, são sentimentos que o inspiram. Emoção, sem dúvida alguma, é o que não falta ao Fado.

" Saudade é um sentimento que os Portugueses orgulhosamente descrevem como deles, um sentimento enraizado naqueles que deixam a pátria. Também se canta o Fado para descrever o amor, a saudade daqueles que partiram, o mar, os infortúnios da vida, e refere-se muitas vezes à vida dos pescadores e dos marinheiros."

" Quer o destino que eu não creia no destino....
  Ai que tristeza essa minha alegria, 
Ai que alegria esta tão grande tristeza
Esperar que um dia, eu não espere mais um dia
Por aquele que nunca vem, e que aqui esteve presente
Ai que saudade, que eu tenho de ter saudade
Saudade de ter alguém, que aqui está e não existe
Sentir-me triste, só por me sentir tão bem
E alegre, sentir-me bem, só por eu andar tão triste"


Descrito por alguns, como uma espécie de "lamento", este estilo musical cheio de sentimento, em 2011, foi classificado pela UNESCO, como Patrimônio Imaterial da Humanindade.

Atualmente, o fato está sendo popularizado e levado pelo mundo a fora, por fadistas jovens e dinâmicos, que pertencem à nova geração do Fado, com intérpretes como Mariza, Carminho, Ana Moura, Camané, Gisela João, Cuca Roseta, entre muitos outros.

O Fado, também é contado através das roupas de seus intérpretes. Amália Rodrigues, considerada a rainha do Fado, adotou dois elementos na vestimenta: a cor preta e o xale. Entretanto, a nova geração do Fado, vem adotando peças com modelos mais contemporâneos e cores mais vivas, como o vermelho, azul, lilás. Em março de 2013, esteve em cartaz no Museu do Fado e no museu do desing e da moda de Lisboa, a mostra: "Com esta voz me visto", com a exposição de vários modelos de vestidos adotados pelas fadistas, desde os mais tradicionais aos mais contemporâneos.

" Nem só de xales negros se cobrem as novas fadistas portuguesas. O Fado também é a roupa de quem o canta. Cada voz tem um estilo — de música e de moda.Miguel Rodrigues


Vídeos e imagens da internet

Sem comentários:

Enviar um comentário